Atento aos sinais: suicídio na adolescência.



Imagem: Le Monde

O "Desafio da baleia azul"


Muito tem se falado nos últimos dias sobre o "Desafio da baleia azul". Jogo que nasceu em uma rede social russa, se espalhou para outros países, chegando ao Brasil este ano, e que infelizmente levou vários jovens a cometerem suicídio. O participante recebe diariamente às 4:20 da manhã, tarefas a serem cumpridas, dentre elas ouvir músicas psicodélicas, assistir filmes de terror, se mutilar, se isolar. O participante confirma a realização da tarefa por fotos os vídeos enviados ao "curador" que libera a próxima tarefa. A 50ª tarefa do desafio é tirar a própria vida.  

Atento aos sinais

Segundo a OMS, CDC e UNICEF (2012) o suicídio é a 2ª maior causa de mortes de adolescentes no mundo.
Suicídio é uma assunto complexo, várias são as possíveis razões que podem levar uma pessoa a decidir pelo fim de sua vida como a única saída para a angústia que está vivendo. Quando falamos da fase da adolescência, alguns fatores ficam ainda mais delicados.

E por que os adolescentes podem ser vítimas do "desafio" ?


A adolescência é uma transição no desenvolvimento humano. 

Essa transição da infância para a idade adulta envolve grandes mudanças físicas, cognitivas e psicossociais. É nessa fase que os adolescentes sedimentam sua personalidade. 

 Erikson (1968), um dos principais teóricos da psicologia do desenvolvimento humano,  afirma que no processo de formação da identidade,"os adolescentes devem afirmar e organizar suas habilidades, suas necessidades, interesses e desejos para que possam ser expressados em um contexto social". ¹
A identidade forma-se pela resolução de três questões importantes: a escolha de uma ocupação, a adoção de valores nos quais acreditar e segundo os quais viver e o desenvolvimento de uma identidade sexual satisfatória. 
É nessa fase que os adolescentes, muita vezes, se encontram em uma luta ambivalente com a autoridade dos pais, uma vez que confrontam muitas crenças passadas por eles, buscando formar suas próprias. Podem enfrentar problemas com a auto estima, uma vez que há nessa etapa mudanças significativas no corpo e no desenvolvimento da sexualidade.

Fatores de risco

Quando os adolescentes encontram-se em um estado de confusão de identidade ou quando suas oportunidades são limitadas, maiores sãos os riscos de apresentarem comportamentos com consequências negativas. 


Deve-se ficar atento a:

  1. Condições de saúde mental (histórico de depressão na família)
  2. Abusos de substâncias
  3. Situações estressantes
  4. Exposição ao suicídio de outra pessoa
  5. Se o adolescente fala sobre tirar a própria ou que sua vida não tem sentido, sente-se um peso para a família ou que sente uma dor insuportável.
  6. Mudança discrepante no jeito de agir e no humor
  7. Bullying
  8. Isolamento
  9. Alterações no sono e no apetite
  10. Queda no rendimento escolar


Você pode ajudar! 

Se você observar um adolescente com alguns dos comportamentos descritos acima, tome uma postura acolhedora e coloque-se disponível. Se ele te relatar algum tipo de insatisfação com a própria vida o encoraje a procurar ajuda, alerte aos pais, professores ou pessoas próximas que possam buscar suporte profissional. 

Se você pai ou educador, procure construir um vínculo de confiança com o adolescente e esteja sempre atendo aos sinais.


O CVV - Centro de Valorização da Vida realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, email, chat e Skype 24 horas todos os dias.



¹Diane E. Papalia Sally Wendkos Olds • Ruth Duskin Feldman colaboração Dana Gross- Desenvolvimento Humano. 8a Edição - Artmed (2006)

COMPARTILHE

Novidades via e-mail!

Quer receber os conteúdos criados por mim em primeira mão? Assine a lista abaixo! Pode ficar tranquilo, eu não mando spam!

Nenhum comentário:

Postar um comentário