Como os pais podem lidar com as frustrações dos filhos.

Frustração é "estado de um indivíduo quando impedido por outrem ou por si mesmo de atingir a satisfação de uma exigência pulsional". Dicionário Online de Português
 Frustração nada mais é do que a insatisfação diante de uma expectativa não realizada. Ela desencadeia sentimentos e comportamentos negativos tais como: raiva, tristeza, revolta, injúria, paralisação, agressividade . No entanto, a frustração pode ser também positiva e saudável, a medida que diante dela podemosencontrar novos recursos para superá-la.   

No universo infantil, ela pode se manifestar com o choro do recém nascido quando sente fome ou está sujo. Já nos mais crescidos, com as famigeradas birras e choros, seja por não ganhar aquele brinquedo da vitrine ou perder para o amiguinho na brincadeira.

 E é nesse momento que algumas atitudes podem ser tomadas:

ATITUDE A) Explicar à criança o por que aquilo não pode ser realizado. 
ATITUDE B) Atender o pedido da criança. 
Na primeira atitude, falamos da educação através de uma comunicação clara, delimitação de limites, coesão entre a decisão pelos cuidadores. 

Na segunda atitude, o cuidador cede ao desejo da criança pela dificuldade em vê-la "sofrer" por não obter o que quer ou até mesmo porque aquela birra ou choro incomoda. 

Percebo que os filhos são para os pais uma extensão de si. Há muita expectativa de que o filho "dê certo", seja feliz, tenha sempre o melhor. Afinal, quando o filho chega é comum que muitos pais queiram lhe oferecer o que eles podem não ter tido ou até mesmo, oferecer uma vida sem frustrações.

Dar tudo o que uma criança quer comunica: "POSSO TUDO O QUE EU QUISER". E é comum que seja fruto deste modelo de educação o imediatismo, a baixa resistência a frustração, a falta de recursos internos para lidar com situações. 

Você deve ter uma história de superação, em que aquela coisa que você tanto queria não dava certo e com determinação a superou. Pegue a história de grandes personalidades do mundo que você admira, com certeza suas biografias estão recheadas de superação diante às frustrações.

Resistência a frustração e resiliência são processos que nos fazem superar situações difíceis e amadurecer emocionalmente. No começo pode ser difícil para os pais terem que lidar com a birra/frustração da criança, mas isso é essencial e pode mudar muito a forma com que o filho faz escolhas no futuro.

E como os pais podem proceder diante a uma birra?


Quero enfatizar a importância da comunicação clara entre pais e filhos. Um "não","por que não" como resposta deixa a criança confusa do motivo de não realizar aquilo que ela quer. Quando ela toma conhecimento das consequências que aquilo acarreta, mostra-se a ela o limite e favorece a confiança entre ambos. A baixo coloquei alguns exemplos de como se comunicar melhor com o filho diante de uma situação de birra:
– Filho! Não pode puxar a orelha do titiu! Não pode!  Que tal tentar assim?: – Filho! puxar faz dodoi no titiu! Faz carinho nele assim...
–Filho, já chega de brincadeira por hoje! Chega, não pode mais.  Que tal tentar assim?:– Filho eu sei que você quer muito continuar brincado, mas já está na hora de ir para casa, nós vamos tomar um banho bem quentinho e dormir. Cada coisa tem sua hora, lembra?! A hora de brincar já acabou por hoje, está chegando a hora de dormir. Você terá muitos outros dias para brincar.  
Aos poucos é comum ver crianças até ensinando outras sobre esses esclarecimentos dos pais. Faça esse teste e me conte sua experiência! 😉

COMPARTILHE

Novidades via e-mail!

Quer receber os conteúdos criados por mim em primeira mão? Assine a lista abaixo! Pode ficar tranquilo, eu não mando spam!

Nenhum comentário:

Postar um comentário